Estação Vernadsky

estacaovernadsky.com

Estação Vernadsky viaja até à Travessa da Ermida

Depois de uma temporada no Centro Cultural Emmerico Nunes e no Centro de Artes de Sines, a Estação Vernadsky viaja até à Travessa da Ermida, em Lisboa, para nova apresentação do projecto.

A Estação Vernadsky integra os artistas, Mafalda Santos, Ricardo Pistola, Sara Santos, Soraya Vasconcelos e Susana Gaudêncio; Ana Teresa Ascensão (designer) e Nuno Bengalito, (programador); Garcia da Selva (músico/compositor);  os investigadores, Alex Gomez-Marin (neurocientista), Álvaro Domingues (geógrafo) e José Carlos Calazans (historiador); a Dois Dias Edições – Sofia Gonçalves e Rui Paiva (editores).

Estação Vernadsky tem como ponto de partida o pensamento/ideias do geoquímico Russo Vladimir Vernadsky (1863-1945) nomeadamente o conceito de Noosfera.
 
O pensamento de Vladimir Vernadsky (1863-1945), mineralogista e geoquímico soviético, é caracterizado por uma noção sistémica da realidade; teorizou acerca da acção da vida biológica (biosfera) sobre a matéria inerte (geosfera); sobre o modo decisivo como a primeira altera, molda e faz evoluir a segunda. Aplicando esta lógica ao ser humano, considera a tecnologia uma extensão da vida, algo "natural" portanto e não "artificial” e levando estas ideias às suas últimas consequências, argumenta que a inteligência humana introduz uma nova complexificação da realidade – inclusivamente a nível químico e físico – gerando uma nova esfera: a nooesfera (esfera colectiva da mente).
 
As suas ideias convocam noções pertinentes, quer para o contexto de Sines, quer para o momento presente, tais como o Antropoceno, termo utilizado por alguns para referir o actual período geológico no qual a ação do homem é factor determinante; concepção particularmente relevante numa cidade industrial como esta.

Estação Vernadsky é um projecto proposto por Soraya Vasconcelos e Susana Gaudêncio. Desenvolveu-se em diversas vertentes, residência artística, exposições, uma plataforma digital, mesas redondas, workshops, actividades pedagógicas e uma publicação

Projecto em cooperação com o Centro Cultural Emmerico Nunes (CCEN) e Centro de Artes de Sines (CAS), com apoio financeiro da Câmara Municipal de Sines, DGArtes, Fundação Calouste Gulbenkian e Travessa da Ermida.






Ermida de Belem

© 2011- 2013 Travessa da Ermida, todos os direitos reservados

made by:BuzzID