Nowhere Fast

Curadoria: Miguel Matos
Artistas: de Sven Pritzkoleit, Teresa Gonçalves Lobo, Thomas Mendonça
Inauguração: 05/05/2018 - 18h
Até: 20/06/2018

Nowhere Fast é um projeto que se insere na recentemente denominada corrente Scent Art que envolve a criação de uma experiência olfativa, neste caso a partir de uma canção icónica dos anos 80. A energia, o fogo, a combustão e o desaparecimento da experiência como algo efémero, são os pontos de partida para a instalação. A partir das sensações de um som do passado que se repete no futuro com carga nostálgica, surge um convite ao esgotamento intenso da fruição da obra, seja ela visual, tátil ou olfativa. O lugar comum, carpe diem ou o rush do momento. Das cinzas surge um cheiro, uma escultura, um desenho, um vídeo. Curadoria de Miguel Matos, com obras de Sven Pritzkoleit, Teresa Gonçalves Lobo e Thomas Mendonça.

Sobre Miguel Matos

Miguel Matos fundou e dirigiu a revista Umbigo durante 15 anos e foi crítico de arte na Time Out Lisboa. Escreve ensaios para museus e galerias de arte. Escreveu os livros Artistas Portugueses em Discurso Directo, Pôr o Corpo a Pensar e O Zodíaco Perfumado. Miguel é editor executivo da equipa internacional do site de perfumes Fragrantica. com desde 2013 e edita e traduz a versão portuguesa Fragrantica.com.br. Como curador de Scent Art, a sua primeira exposição foi Projeto Sinestesia na Galeria Miguel Justino em Lisboa, junto com o project room Per Fummum com Teresa Gonçalves Lobo. Realizou a curadoria da exposição Pôr o Corpo a Pensar na Casa da Cerca Centro de Arte Contemporânea, e depois em Los Angeles, no Institute for Art and Olfaction, com 9 artistas olfativos e uma performer vocal. Miguel faz conferências sobre perfume e realiza experiências entre vinhos e perfumes com a Enoteca de Belém. Membro Honorário da International Perfume Bottle Association e consultor associado do coletivo Suíço Scent Art Net. Ele é o diretor criativo de uma linha de perfumes com Sven Pritzkoleit na marca alemã SP Parfums e recentemente criou o perfume conceptual cancerígeno e alergénico chamado Veneno, na marca fictícia Miguel Matos Perfume. A sua escrita foi distinguida em 2017 pelo Perfumed Plume Award e pelo Fragrance Foundation Award.

Sobre Teresa Gonçalves Lobo

Teresa Gonçalves Lobo nasceu no Funchal, Madeira, em 1968, e tem construído uma carreira artística consistente, expondo regularmente em galerias e museus não só em Portugal como tambem em Inglaterra, França, Rússia, Áustria e Espanha. É representada pela Galeria das Salgadeiras, em Lisboa, cidade onde vive e trabalha e pela galeria Waterhouse & Dodd, em Londres. Possui um segundo atelier no Funchal. Além do seu estúdio em Lisboa. Tendo estudado desenho, pintura, gravura e fotografia no Ar.Co Centro de Comunicação Visual e no Cenjor, respetivamente, Gonçalves Lobo tem adotado um método original de desenho, num estilo pessoal de linhas gestuais vivazes, formas caligráficas e delicadas pinceladas que são emocionais e fluidas. O seu trabalho baseia-se na intuição e na improvisação, representando paisagens abstratas que são ambíguas e sutilmente femininas. Teresa Gonçalves Lobo desenvolve a sua técnica, transpondo os seus desenhos bidimensionais para a escultura e até ao design de mobiliário, experiância que a levou a expor a sua “i Chair Long” no Grand Palais, em Paris na exposição “Revelations”, que fez parte da Paris Design Week 2013. Teresa Gonçalves Lobo está representada em numerosas coleções públicas e privadas.

Sobre Thomas Mendonça

Thomas Mendonça (n. 1991, França), artista plástico licenciado pela ESAD.Cr, trabalha e reside em Lisboa onde expõe regularmente. Os seus focos de interesse distribuem-se entre melodramas sentimentais, a cultura pós-pop e a beleza da singularidade icónica no geral. A sua produção manifesta-se através de variadas tecnologias, embora com maior ênfase na cerâmica e no desenho.

Sobre Sven Pritzkoleit

Sven Pritzkoleit é scent artist e perfumista. Vive e trabalha na Alemanha, onde desenvolve a sua linha experimental SP Parfums. Tem exposto internacionalmente e foi nomeado para o prémio Art and Olfaction Award. Participou na exposição Pôr o Corpo a Pensar, na Casa da Cerca, em Almada, em 2017, com curadoria de Miguel Matos, com quem criou também as fragrâncias conceptuais Lisbon Blues, Funfair e Suntanglam.


Ermida de Belem

© 2011- 2013 Travessa da Ermida, todos os direitos reservados

made by:BuzzID